domingo, 6 de setembro de 2015

Bombeiros pagam faculdade para faxineira de quartel no DF



Uma faxineira realizou o sonho de ter nas mãos um diploma de ensino superior graças a um grupo de bombeiros de Santa Maria (DF) que fez uma vaquinha para pagar o curso. Ivone da Silva, 38 anos, estudou durante dois anos e meio em uma faculdade particular do Gama e no último sábado (28) se formou em recursos humanos. Ivone trabalha há cinco anos em um quartel localizado em Santa Maria, cidade localizada a 26 quilômetros do centro de Brasília. Antes de trabalhar como faxineira, ela era revendedora de cosméticos. Com um salário de R$ 818, a mulher decidiu estudar para concursos públicos e pediu ajuda em algumas matérias para o grupo de bombeiros. "Percebemos o quanto ela era esforçada e dedicada com os estudos. Mesmo com as dificuldades financeiras, ela prestou o vestibular e passou no curso. Como forma de incentivo, nós nos oferecemos a pagar a mensalidade", explica o bombeiro do 18º Grupamento Bombeiro Militar Diogo Neiva, 24. Todo mês cada participante da vaquinha doava R$ 23 e assim somava o total da mensalidade, que era de R$ 230. Livros e materiais adicionais também eram doados pelo grupo. Segundo Ivone, ela foi a primeira da família a conquistar um diploma de ensino superior. "A felicidade é tanta que meu coração parece que vai explodir de tanta alegria e satisfação. Agradeço a Deus todos os dias por ter colocado pessoas tão boas em minha vida", diz Ivone. A rotina durante a faculdade da faxineira era puxada. Ela acordava às 5h30, preparava o café para a filha e marido e ia trabalhar. Chegava em casa às 18h, fazia o jantar e se arrumava correndo para assistir às aulas. "Quando eu tinha prova ou trabalho, ia dormir por volta de 2h da manhã. Mas tudo isso valeu a pena". Além do diploma, Ivana também ganhou um anel de formatura da soldada Raiane Arruda, 25. Ela conta que sempre ficou encantada com a personalidade e luta da mulher. "Sempre a via nas folgas estudando muito. Como eu sabia o quanto ela tinha se esforçado durante a faculdade, perguntei se ela já tinha comprado um anel de formatura", conta Raiane. A resposta da faxineira foi negativa e, então, a soldada pediu que ela escolhesse o modelo que quisesse. "O presente foi pouco. A história dela é inspiradora e ela sempre quer mais. Tenho certeza de que ela vai conseguir alcançar todos os seus sonhos". Planos para o futuro Segundo Ivone, o próximo passo é passar em um concurso público de preferência na área de formação. Para ajudar no novo sonho, o grupo irá pagar um cursinho preparatório e ajudá-la a repassar as matérias. "As pessoas devem acreditar no potencial que têm. Por mais que as situações econômicas sejam difíceis com esforço e dedicação podemos conseguir realizar todos os sonhos e objetivos. Tracem metas e concretizem seus projetos de vida", aconselha a nova profissional em RH.
← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 comentários:

Postar um comentário