segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Onda de violência no Morumbi faz publicitário criar "roubômetro"



O publicitário Gabriel Araújo, de 32 anos, está cansado de andar com medo pelo Morumbi, bairro da zona sul de São Paulo. Para chamar a atenção do governador Geraldo Alckmin para a violência da região, Araújo mandou construir um "roubômetro", que irá computar o número de furtos, roubos e latrocínios no bairro. A intenção é que o aparelho seja instalado em um mês na frente do Palácio dos Bandeirantes, que também fica no mesmo bairro.
A iniciativa está sendo toda bancada pelo publicitário, que investiu R$ 5.000 na construção do painel, além de se comprometer em contratar uma pessoa para monitorar as denúncias que ainda não estão, ou até mesmo não irão, para os números oficiais da SSP (Secretaria de Segurança Pública).
— Quero gerar mais assunto em torno desse tema. Meus pais moram no Morumbi há 20 anos e, desde 2008, parece que o lugar virou terra de ninguém. Há três meses fui assaltado e nem me mudar eu posso, porque acabei de comprar um apartamento. Vou colocar o "roubômetro" em frente ao Palácio nem que seja por um dia.
Assim como ele, integrantes de um grupo de moradores da região também estão fartos da violência e trocam experiências em um grupo na internet chamado Moradores Morumbi (Segurança). E, apesar dos números mostrarem retrocesso de ocorrências de roubos e furtos em 2015, os moradores têm motivo para se preocupar.
De acordo com dados da SSP, de janeiro a julho de 2013, o 89º DP Portal do Morumbi, registrou 813 roubos e 728 furtos. Esses números aumentaram, em 40% e 13%, respectivamente, em 2014, quando foram registrados 1.147 roubos e 822 furtos, no mesmo período. Até julho de 2015 foram registrados 1.020 roubos e 765 furtos, o que corresponde a uma queda de 11% e 7%, respectivamente. Em 2013 não houve registros de latrocínio nesse DP, entretanto, durante todo o ano de 2014 foram registrados três casos. Até julho deste ano foram registrados dois crimes do gênero.
← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 comentários:

Postar um comentário