quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Policiais Militares são presos após morte de Adolescente no bairro Pompeia



Dois policiais militares foram presos em Belo Horizonte suspeitos de matar um adolescente de 14 anos durante uma abordagem no bairro Pompeia, na Região Leste da capital mineira. O crime aconteceu no fim da noite desta segunda-feira (14).

De acordo com o major Olímpio Garcia, chefe do 22º Batalhão, o jovem foi baleado nas costas, e o tiro atingiu o coração. Os próprios militares socorreram o menino para o Hospital João XXIII, onde ele morreu.

Um jovem de 17 anos que presenciou o crime foi levado como testemunha, de acordo com o major. A corregedoria da Polícia Militar foi acionada para investigar a condução desta testemunha, ainda conforme Garcia.

As armas usadas no assassinato foram apreendidas. Segundo Gracia, os policiais alegaram que atiraram, pois o jovem estava com uma arma, na verdade uma réplica.

Os militares suspeitos estão a disposição do Tribunal do Júri, na Justiça comum. O Ministério Público informou que após um pedido, a Justiça já converteu a prisão deles em preventiva.


A Polícia Civil disse, por meio de nota, que o Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) apura o caso. Segundo a corporação, o adolescente de 17 anos disse ao delegado que os policiais militares o levaram ao batalhão e o “obrigaram a ensaiar a versão a ser apresentada na delegacia: ele teria que dizer que ouviu apenas dois disparos e que a abordagem se deu por volta da meia-noite de segunda-feira, dia 14”. O adolescente, no entanto, revelou ao delegado Alan Silva de Oliveira que ouviu cinco tiros, de acordo com a Polícia Civil. 
← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 comentários:

Postar um comentário