domingo, 18 de outubro de 2015

Sargento Rodrigues é a bola da vez para disputar a PBH



Não é a primeira vez que um político é relatado, nos bastidores, como o escolhido de Aécio Neves para a “alternativa” ao PT e ao PSDB


As negociações para a corrida eleitoral à Prefeitura de Belo Horizonte, no ano que vem, continuam levantando possíveis nomes, alianças e conjunturas. Na última semana, foi a vez do nome do deputado estadual Sargento Rodrigues (PDT) ganhar força na especulação eleitoral. Segundo um interlocutor ligado ao PSDB, que pediu para não ser identificado, o pedetista seria uma das possibilidades de “terceira via” para o pleito, obtendo, inclusive, o aval do senador Aécio Neves (PSDB).
Com dificuldades de levantar nomes que agradem a maior parte das lideranças tucanas e ainda sem consenso com o antigo aliado Marcio Lacerda (PSB), Aécio enxergaria em candidatos “auxiliares” uma possibilidade real de vitória na eleição. Como o PT também não conta com quadros definidos, a expectativa, para 2016, é de que eleitores petistas possam migrar para os nomes “terceirizados”.
Não é a primeira vez que um político é relatado, nos bastidores, como o escolhido de Aécio Neves para a “alternativa” ao PT e ao PSDB. Em julho, a coluna mostrou que o deputado federal Luis Tibé (PTdoB) teria contado, a aliados, que o próprio Aécio teria pedido que o deputado fosse candidato.

“Ele vai ser lançado como um candidato de terceira via em Belo Horizonte. Foi o Aécio que chamou e apresentou ao Tibé essa possibilidade. Se o PT e o PSDB estiverem com nomes fracos e sem popularidade na disputa, ele pode aparecer como um candidato forte”, afirmou, na época, uma fonte próxima do grupo político de Tibé.
Fonte: O Tempo

← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

0 comentários:

Postar um comentário