domingo, 1 de novembro de 2015

Prepare o bolso: Gasolina deve subir 15%, energia 51,7% e gás 19,9%





Segundo dados coletados pelo Jornal Correio Braziliense que os preços controlados pelo Executivo devem ter reajustes ainda este ano.

Com isso, acarretará o aumento no preço da gasolina em 15%, energia em 51,7% e gás em 19,9%.

Leia mais...
← ANTERIOR PROXIMA → INICIO

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Não adianta esse "desgoverno" insistir em reajustes de tarifas e aumento de tributação, essa politica econômica medíocre irá afundar o país ainda mais na crise. Mais sonegação, mais desemprego, inflação batendo recordes. O primeiro passo a ser dado é "cortar na carne", ou seja esse "desgoverno" tem que reduzir drasticamente os custos da dívida publica, cortar todos os cargos comissionados, que são apenas apadrinhamentos politico, reduzir ministérios, reduzir secretarias e somente após tomadas essas decisões incentivar o crédito e a produção industrial. Caso contrário o brasileiro que se prepare, porque segundo o ex-presidente Luis Inácio da Silva, "essa crise para o Brasil, é só uma marolinha". Imaginem quando virar um tsunami.

    ResponderExcluir
  3. Não adianta esse "desgoverno" insistir em reajustes de tarifas e aumento de tributação, essa politica econômica medíocre irá afundar o país ainda mais na crise. Mais sonegação, mais desemprego, inflação batendo recordes. O primeiro passo a ser dado é "cortar na carne", ou seja esse "desgoverno" tem que reduzir drasticamente os custos da dívida publica, cortar todos os cargos comissionados, que são apenas apadrinhamentos politico, reduzir ministérios, reduzir secretarias e somente após tomadas essas decisões incentivar o crédito e a produção industrial. Caso contrário o brasileiro que se prepare, porque segundo o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, "essa crise para o Brasil, é só uma marolinha". Imaginem quando virar um tsunami.

    ResponderExcluir
  4. Não adianta esse "desgoverno" insistir em reajustes de tarifas e aumento de tributação, essa politica econômica medíocre irá afundar o país ainda mais na crise. Mais sonegação, mais desemprego, inflação batendo recordes. O primeiro passo a ser dado é "cortar na carne", ou seja esse "desgoverno" tem que reduzir drasticamente os custos da dívida publica, cortar todos os cargos comissionados, que são apenas apadrinhamentos politico, reduzir ministérios, reduzir secretarias e somente após tomadas essas decisões incentivar o crédito e a produção industrial. Caso contrário o brasileiro que se prepare, porque segundo o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, "essa crise para o Brasil, é só uma marolinha". Imaginem quando virar um tsunami.

    ResponderExcluir